Desde 2017, o telecentro Escoteiros da Mata Sul, liderado pelo gestor Renato César Amorim, atende trimestralmente cerca de 90 jovens que procuram se capacitar para o mercado de trabalho. “Há situações de jovens que não sabiam falar em público, se comportar numa reunião, ou mandar um e-mail. Os cursos da ATN os habilitaram como profissionais”, diz o gestor, que destaca a importância de os instrutores de telecentros incentivarem seus assistidos para que levem seus estudos até a conclusão.

“O serviço da ATN agregou positivamente a nossa região, que vive em precariedade tanto em infraestrutura quanto em termos de tecnologia e acessibilidade. Muitos dos alunos que fazem os cursos da Microsoft não têm computadores em casa. Então, além de profissionalizar e facilitar a entrada de diversos jovens ao mercado de trabalho, o programa YouthSpark trabalha também no sentido da inclusão digital”, relata.

Radicados no arredores de Pernambuco, os jovens atendidos pelos cursos gratuitos da ATN têm uma vida difícil, explica Renato: “O projeto é significativo para aliviar as distorções sociais no mercado de trabalho, permitindo que os jovens continuem sonhando e correndo atrás de tempos melhores.”

svNG9vA5Gestor Renato César Amorim