Windmills in a countryside of Andalusia, Spain.

Com o objetivo de apoiar financeiramente organizações sem fins lucrativos que comandem atividades de impacto positivo no clima e meio ambiente, estão abertas as inscrições de projetos da Fundação KR.

Criada em 2014 em Copenhagen, na Dinamarca, a Fundação defende que a produção insustentável e os padrões de consumo da sociedade moderna, assim como a dependência de combustíveis de origem fóssil, estão mudando o clima e degradando os ecossistemas em um ritmo acelerado. Nesse contexto, a organização abre mais um edital de financiamento de ações dentro de duas áreas: comportamento sustentável e finanças sustentáveis.

Em comportamento sustentável, podem participar propostas que promovam uma transição de estilos de vida de alto impacto para formas mais sustentáveis de se viver, com promoção do bem-estar a partir de ferramentas políticas, comunicação inovadora, mudança de normas culturais e de escolhas arquitetônicas que facilitem a normalização de comportamentos sustentáveis.

Os projetos devem se encaixar em uma (ou mais) das três áreas: transformação das comunicações (como, por exemplo, disseminação de histórias inspiradoras sobre meios de vida sustentáveis); apoio à políticas que proponham mudanças (seja com campanhas junto ao público e instituições para entender e apoiar novas implementações políticas ou atividades cidadãs que promovam políticas encorajadoras de meios de vida mais saudáveis); e a criação de normas sociais para um comportamento sustentável (como, por exemplo, movimentos sociais que incentivem mudanças sustentáveis principalmente em países de alto impacto no meio ambiente).

Já em finanças sustentáveis, podem ser inscritas propostas que “deixem os combustíveis fósseis na terra”, como: incentivos fiscais para preservação desses combustíveis; estratégias de comunicação que vão contra o uso dos mesmos; discussão sobre o papel de investidores privados em reduzir financiamento para companhias de combustível fóssil; entre outras.

A Fundação prioriza o apoio a ações de comunicação e advocacy em áreas que governos ou atores do mercado não sejam incentivados a atuar. Alguns critérios importantes que devem ser seguidos pelas organizações são: soluções escaláveis, com perspectiva internacional e impacto significativo, de abordagem interdisciplinar (incluindo aspectos comportamentais da população), que ajudem a conectar pesquisas existentes com conhecimento para ação, entre outros aspectos. Todos os critérios podem ser conferidos no edital da Fundação KR.

O prêmio varia de duas a cinco milhões de coroas dinamarquesas, o que equivale a, aproximadamente, um a dois milhões e meio de reais. Ainda, as propostas inscritas devem durar, em média, três anos.

Inscrição

Para participar da seleção, é necessário que os interessados mandem um email para o endereço applications@krfnd.org com uma descrição, de no máximo 500 palavras, do projeto, incluindo uma breve explicação de como a ideia se relaciona com as duas áreas da fundação e com os critérios.

Apesar das inscrições se encerrarem no dia 31 de janeiro, a Fundação KR deixa claro que não será garantido o retorno aos participantes que mandarem o email inicial depois do dia 26 de janeiro. Todas as regras sobre o financiamento podem ser consultadas no site da Fundação.

 

Fonte: GIFE