atn

Seja por falta de tempo, acesso, hábito ou vontade, 100,5 milhões de pessoas com 15 anos ou mais não praticaram qualquer atividade física em 2015. O dado impactante foi retirado do suplemento ‘Prática de esporte e atividade física’, divulgado em maio desse ano pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Diante deste cenário e com o objetivo de incentivar iniciativas que democratizem o acesso a prática de atividades físicas com foco na saúde e qualidade de vida, estão abertas as inscrições para o Edital Geração Smart, iniciativa da rede de academias Smart Fit.

Serão aceitas iniciativas culturais, sociais, educacionais e esportivas desenvolvidas de acordo com quatro eixos: Acesso, Integração, Inovação e Difusão e suas respectivas linhas de atuação.

No eixo “Acesso”, serão selecionados projetos que considerem as barreiras físicas, econômicas e sociais existentes para a prática da atividade física e, a partir disso, promovam o acesso e a integração da atividade física no dia a dia e nos espaços públicos, com prioridade para grupos vulneráveis e sujeitos a restrições.

Na linha de atuação “Cidades Smart”, podem participar projetos de qualificação e ocupação dos espaços públicos para o desenvolvimento de atividades físicas, como implantação de equipamentos para condicionamento físico, promoção de cursos, oficinas, realização de exercícios em espaços públicos, entre outros. Em “Tribos Smart”, por sua vez, serão consideradas ações dedicadas à disseminação de práticas regulares de atividade física junto a grupos de não praticantes. Já em “Smart para todos”, podem participar iniciativas que tenham como foco a disseminação de práticas de atividade física em regiões de periferia que não têm acesso a equipamentos; com populações marginalizadas, como moradores de rua, jovens que cumprem medidas socioeducativas ou população carcerária.

No segundo eixo, “Integração”, serão consideradas as iniciativas nas linhas: 1. Pegada Smart – abrange projetos sociais, esportivos, educacionais, ambientais e culturais que podem envolver ações relacionadas a atividade física, mas que não são exatamente o foco do projeto; 2.Escola Smart – projetos de esporte educacional que, por exemplo, integrem a prática de atividade física entre a população escolar e as unidades da Smart Fit ou proponham melhoria dos equipamentos escolares; e 3. Smart para toda a vida – com ações que promovam a atividade física da terceira idade.

O eixo de “Inovação” é dedicado a reconhecer iniciativas que tragam novas ideias para a prática de atividade física, como ações que conectem pessoas com um mesmo interesse e formem “comunidades de práticas”.

Por fim, o eixo “Difusão” apoia a realização de estudos e a construção e disseminação de conhecimentos sobre valores e práticas de atividade física com foco na saúde e qualidade de vida, com ações como: projetos de pesquisa voltado para a ampliação dos conhecimentos sobre as relações entre atividade física, saúde e qualidade de vida ou de registro e divulgação de uma cultura de atividade física, seja por meio de publicações, documentários, filmes e outros meios.

Entretanto, vale ressaltar que qualquer iniciativa deve atender um ou mais dos públicos: jovens (16 a 29 anos), populações vulneráveis e sujeitas a maior grau de exclusão, grupos sociais pouco sensíveis às práticas de atividade física regular e idosos.

Seleção

Podem participar da seleção instituições públicas ou organizações com ou sem fins lucrativos, desde que seus projetos tenham sido aprovados para captar recursos através de, pelo menos, uma das leis: Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet); Lei Federal de Incentivo ao Esporte; Lei Federal de Incentivo ao Audiovisual; Fundo da Infância e Adolescência do Município de São Paulo e Lei de Incentivo à Cultura do Município do Rio de Janeiro.

Para participar da chamada de projetos, as iniciativas devem se encaixar em uma das modalidades: projetos de atendimento continuado (ações com com cronograma de atividades de 12 meses, com promoção de atendimento contínuo e acompanhamento direto dos participantes e dos resultados a partir do projeto desenvolvido) ou projetos de produção específica (ações que não necessitam da mobilização contínua nem do acompanhamento permanente de grupos de participantes, como produções culturais, oficinas de condicionamento físico, projetos que objetivam ofertar equipamento para prática de atividade física em espaços públicos, entre outros).

É importante destacar que, no regulamento do edital, estão explícitos os valores máximos de financiamento que cada organização pode solicitar à Smart Fit, de acordo com a lei de incentivo de captação de recursos à qual está  ligada.

Os projetos que participarem da seleção passarão por uma triagem administrativa e uma avaliação técnica.Na triagem administrativa, será conferido o preenchimento dos formulários de inscrição e se há alinhamento às linhas de atuação do Programa de Investimentos Sociais da Smart Fit, considerando a lei de incentivo utilizada, o valor de financiamento solicitado, o público-alvo do projeto, o eixo temática e a linha de atuação.

Já a avaliação técnica ficará responsável por qualificar o histórico da organização; a caracterização do contexto; a organização lógica, estratégia, equipe e a sustentabilidade do projeto; assim como a adequação orçamentária.

A lista com os projetos selecionados será divulgada no dia 01 de dezembro no site do edital.

Inscrições

Instituições que se encaixam nesses critérios podem realizar as inscrições até o dia 27 de novembro pelo site do edital. Não há limite de projetos inscritos ou aprovados por uma mesma organização.

Os projetos deverão ser elaborados de acordo com o roteiro da modalidade a que pertence: “Roteiro de Elaboração de Projetos de Atendimento Continuado” ou “Roteiro de Elaboração de Projetos de Produção Específica”.

Ainda, para que as inscrições sejam aceitas, é necessário o envio de documentos: 1.que comprovem a aptidão para captar recursos pela(s) Lei(s) de Incentivo utilizada(s); 2.que comprovem os recursos declarados como já captados; 3. planilha com orçamento físico-financeiro dos recursos solicitados à Smart Fit; 4.plano de distribuição do projeto, se for o caso; 5.contrapartidas devidas ao patrocinador (Smartfit), se for o caso; e 6.currículo resumido do coordenador do projeto.

O regulamento completo do edital pode ser consultado neste link. Eventuais dúvidas podem ser esclarecidas na seção Fale Conosco do site do edital.

Via Portal GIFE