learn-2387228_960_720

Com o objetivo de fortalecer e apoiar instituições que realizam projetos nas áreas de educação e saúde, a Fundação Salvador Arena (FSA) abre as inscrições para o Programa de Apoio a Projetos Sociais (PAPS).

Organizações da sociedade civil que prestam atendimento gratuito para populações em vulnerabilidade ou risco social podem inscrever projetos até o dia 30 de novembro. A chamada está aberta à instituições que trabalham para proteger ou promover o desenvolvimento de crianças, adolescentes, adultos e/ou idosos, por meio de ações que envolvam educação, assistência social e/ou assistência em saúde.

Os projetos devem ter um prazo de execução de até 12 meses e serem desenvolvidos junto à populações do ABC Paulista (Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra); de São Paulo; da Baixada Santista (Bertioga, Cubatão, Guarujá, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande, Santos e São Vicente); ou outros municípios, como Barueri, Caieiras, Carapicuíba, Embu das Artes, Embu-Guaçú, Ferraz de Vasconcelos, Guarulhos, Itapecerica da Serra, Itaquaquecetuba, Mairiporã, Osasco, Poá, Suzano e Taboão da Serra.

Critérios de seleção

Na temática educação, serão aceitas iniciativas que desenvolvam ações visando a Educação Infantil, educação complementar para jovens e adultos, educação especial para pessoas com deficiência, educação profissionalizante e educação para a cidadania.

Já em assistência social, poderão participar da chamada iniciativas relacionadas à proteção, amparo e/ou promoção social de parcelas da população em situação de vulnerabilidade e risco socioeconômico; e/ou pessoas com restrição ou impedimento de acesso aos direitos sociais previstos na Constituição Federal Brasileira (1988). Além dessas, também serão aceitas propostas de implantação, ampliação e/ou melhoria na oferta ou acesso a serviços gratuitos de promoção, proteção e recuperação da saúde.

Iniciativas nesses âmbitos que incluam reformas; construções; aquisição de equipamentos, mobiliários e materiais pedagógicos; assim como contratação de consultorias e assessorias poderão ser apoiadas pelo edital. Entretanto, o aporte financeiro não poderá ser destinado a pagamento de salários, aluguéis, impostos, aquisição de veículos ou gastos com administração.

Alguns critérios de classificação que serão utilizados pela FSA na seleção dos vencedores são: objetivos claros e metas bem definidas; coerência entre os objetivos, metas, atividades, resultados esperados, indicadores, cronograma de execução e orçamento; contribuições do projeto ao público-alvo e impacto positivo na comunidade ou grupos envolvidos; capacidade de autofinanciamento após o apoio financeiro da FSA, de modo a garantir a sustentabilidade do projeto; entre outros.

A Fundação Salvador Arena irá priorizar as propostas que apresentam: caráter inovador e criativo; possibilidade de replicação e escalabilidade (inspirando outras iniciativas sociais); envolvimento do público-alvo beneficiado (seja por meio de trabalho voluntário ou direito à opinião); e contrapartidas financeiras de maior percentual (ou seja, quanto maior a participação financeira da organização proponente ou de seus parceiros, maior chance de ser classificada).

A seleção será composta de quatro etapas. A primeira delas é a triagem inicial, com verificação de documentação necessária assim como requisitos para participação. Depois, na pré-seleção, a Comissão de Assistência Social da FSA ficará responsável por examinar o conteúdo dos projetos, considerando relevância e viabilidade de execução. Em seguida, na análise técnica, a equipe da Fundação fará visitas às entidades semifinalistas, com o objetivo de verificar aspectos operacionais do projeto, a capacidade técnica das equipes ou pessoas envolvidas, os orçamentos apresentados, entre outros.

A escolha dos vencedores também fica a cargo da Comissão de Assistência Social da Fundação, e a divulgação dos projetos selecionados acontece no dia 14 de abril de 2018, pelo site da FSA.

A Fundação Salvador Arena ficará responsável por decidir o financiamento destinado a cada projeto selecionado. Entretanto, o valor mínimo para aporte aos vencedores é de R$ 80 mil e o valor máximo de R$ 360 mil.

Inscrições

Para participar, as organizações interessadas devem enviar o formulário para elaboração de propostas (acesse aqui) até o dia 30 de novembro, em um pendrive, via correios ou presencialmente na sede da FSA.

Além disso, será necessário o envio de documentação comprobatória digitalizada, como: ata de composição da diretoria atual, Comprovante de Inscrição no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), Estatuto Social da organização, relatório anual de atividades, planejamento para 2018 (se houver), entre outros.

Todas as informações referentes ao edital estão disponíveis no regulamento, que pode ser acessado neste link. Eventuais dúvidas podem ser esclarecidas diretamente com a FSA, pelo telefone (11) 4366-9779.

Via GIFE