O Google Brasil lançou nesta quinta-feira, 27, um serviço aos internautas que querem navegar com segurança pela internet. A Central de Segurança é um site com diversas dicas que podem ser aplicadas a produtos Google e ao espaço virtual como um todo. O conteúdo é dividido em duas grandes áreas: para todos e para a família. Os conselhos técnicos são apresentados de forma didática e com passo-a-passo para ajudar mesmo quem não domina o ambiente digital.

A Central de Segurança é uma evolução do site É Bom Saber, lançado pelo Google em 2012 numa campanha para conscientizar os usuários sobre a importância de adotar práticas seguras ao navegar pela internet e ao usar dispositivos móveis. A Central foi lançada em fevereiro nos Estados Unidos e em outros países e, agora, chega ao Brasil com textos em português. Além do conteúdo reformulado e ampliado, o novo site conta com a seção Ferramentas de Segurança, onde o usuário clica para “virar” cartões com dicas explicadas de maneira gráfica. Os cartões virtuais ensinam a fazer um Hangout seguro, a denunciar conteúdo ofensivo no YouTube, a tornar sua conta Google mais protegida, entre outros conselhos.

“Criamos um site organizado, simples e interativo para responder às preocupações mais comuns dos usuários. Trata-se uma fonte de informação confiável e ao alcance de todos”, explica André Zanatta, gerente jurídico do Google Brasil, que destaca a importância dos pais dedicarem um tempo para ler e colocar em ação as recomendações sobre como manter as crianças seguras on-line.

A Central de Segurança também conta com a contribuição de entidades parceiras do Google no constante trabalho de manter a internet um lugar seguro para os navegadores. No Brasil, o site é apoiado por duas ONGs que têm um papel muito importante na conscientização dos usuários e no combate às ameaças on-line: a SaferNet Brasil e a Childhood Brasil.

“A SaferNet e o Google trabalham em parceria desde 2008 em uma série de atividades com o objetivo de garantir um ambiente online seguro para crianças e adolescentes no Brasil. Estamos felizes em apoiar mais essa iniciativa que ajuda a oferecer informações de qualidade para que crianças e adolescentes possam navegar com liberdade e segurança, sabendo fazer boas escolhas na rede”, afirma Rodrigo Nejm, psicólogo e diretor de educação e atendimento da SaferNet Brasil.

“Está sendo cada vez mais discutido o acesso de crianças e adolescentes à internet, seus benefícios bem como seus possíveis riscos e consequências. É papel de todos trazer essa discussão à tona e abrir os diversos canais de comunicação para o assunto”, diz Ana Maria Drummond, diretora-executiva da Childhood Brasil.

Fonte: TI Inside Online Segurança